Clientes de SAP Business One da Seidor são destaque no SAP Now

clientes-b1-sap-now-2019

Clientes Seidor da solução SAP Business One, Liv Up e Termomecânica foram destaques durante a última edição do SAP Now, realizada na segunda semana de setembro, em São Paulo.

Para demonstrar o sucesso na implementação e no uso do SAP Business One de ambos os clientes, Sérgio Florêncio, controller da Liv UP, e Walter Sanches, CIO da Termomecânica foram convidados para uma mesa redonda exclusiva para a imprensa que cobriu o evento, mediada por Daniel Cabrera, head de SAP Business One da gigante alemã no Brasil.

Liv Up

Fundada em 2016, a Liv Up é uma startup que tem como core business a comercialização de comida saudável. Após um início modesto, com um espaço não maior que uma cozinha doméstica, viu suas instalações crescerem para 1.000 m² após um ano e, hoje, tem como sede uma área de 15.000 m² em Alphaville, na região metropolitana de São Paulo.

O quadro de colaboradores, originalmente composto pelos três sócios-fundadores, hoje tem 300 funcionários, e o faturamento chega a R$ 5 milhões/mês. Para completar, o projeto iniciado com 3 CNPJs engloba atualmente 17 e deve chegar a 20 até o fim do ano de 2020.

O crescimento acelerado exigiu da Liv Up a estruturação e integração dos processos operacionais, de forma a garantir solidez e segurança na jornada, e a Seidor foi o parceiro de confiança escolhido para realizar a implementação da nova solução. O motivo? Segundo Sérgio, o fato de a Seidor ser um parceiro Platinum e possuir casos de sucesso consolidados.

“Já estamos há dois meses nesse go live e conseguimos fazer fechamentos, todo o nosso processo de pagamentos e bancos com o add-on que a gente adquiriu também está funcionando 100% e acho que [a meta para] os próximos meses é a gente conseguir usar a ferramenta, que está 100% pronta, como um todo, [em processo] que ainda não começou”.

Leia também: Seidor é premiada como parceiro de SAP Business One mais inovador do Brasil

Sérgio enfatizou, também, a transparência que permeou o relacionamento entre os times da Seidor e da Liv Up ao longo dos 6 meses de projeto. “A Seidor foi muito transparente desde o começo em relação ao que a gente conseguia e o que não conseguia fazer dentro do SAP BusinessOne, ferramenta que a gente estava adquirindo. Desde o BBP em que a gente desenhou quais seriam os processos implantados, ficou tudo muito claro e conseguimos implantar todos os processos que tínhamos desenhado. A Seidor ajudou a gente nisso, a ter uma visão bem realista daquilo que é possível fazer, e de como executar esses processos sem nenhum problema maior no final”, comenta.

Termomecânica

Uma das maiores indústrias privadas brasileiras e uma das líderes no setor de transformação de metais não ferrosos (cobre e suas ligas) em produtos semielaborados e produtos acabados, a Termomecânica ampliou recentemente a sua atuação no mercado latino-americano. A empresa adquiriu empresas no Chile e Argentina, e a partir de então surgiu o desafio de integrar as operações absorvidas.

Na matriz, no Brasil, a Termomecânica já utilizava o SAP ERP ECC para gerir suas operações. Ainda assim, analisou soluções de gestão de outros fornecedores e acabou optando pelo SAP BusinessOne para automatizar processos fiscais, contábeis e de toda a sua cadeia produção fora do País. “O SAP BusinessOne é simples e rápido de implementar. Além disso, nos daria flexibilidade para crescermos, na medida em que permite a inclusão de novos módulos”, explica Walter Sanches, CIO da Termomecânica.

A nova solução foi implementada em 2016. “O nosso maior ganho foi ter controle sobre a operação, acompanhar a posição de estoques, contábil, fiscal e de compliance em outros países”, destaca Sanches. Ele explica que o SAP BusinessOne reúne informações de inventário e operações localizadas, com base em legislações diferentes, e consolida tudo como o SAP ECC na matriz. “Temos confiança nos números da operação, além de conseguirmos exportar processos estabelecidos na matriz para as filiais”, afirma o CIO.

Segundo Walter, essa necessidade de cuidar dos processos nas filiais foi crucial para a decisão do parceiro que iria executar o projeto.

“Pesou bastante [o fato de a Seidor ter escritórios nos países onde a Termomecânica iria atuar - Chile e Argentina). Aliás, esse era um dos critérios que tínhamos adotado para escolher o nosso parceiro para a implantação do SAP BusinessOne: que tivesse operações nesses dois países, e a Seidor atendeu a essa necessidade”, explica.

Acompanhe todas as novidades da Seidor em nossa página no Facebook e no LinkedIn.

Autor:Seidor Brasil